Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

The Weeknd

Jason LaVeris/Getty Images

Houve mudanças de regras nos Grammys (também) por causa dele, mas The Weeknd mantém o boicote

The Weeknd volta a atacar os Grammys, dizendo que as recentes mudanças de regras lhe soam a “admissão de corrupção”

The Weeknd voltou a atacar os Grammys, depois de a organização dos prémios de música norte-americanos ter mudado as regras das nomeações. Recorde-se que apesar de ter tido um dos álbuns mais vendidos e celebrados de 2020, e um dos maiores êxitos do ano ('Blinding Lights'), o canadiano não recebeu uma única nomeação.

Depois de já ter dito que ia boicotar os Grammys, Weeknd reitera agora essa intenção, comentando a decisão da organização, anunciada no final da semana passada, de acabar com o secretismo que envolve os comités que encerram as nomeações para as categorias principais dos prémios.

"Apesar de eu não ter intenção de voltar a submeter a minha música no futuro, a recente admissão de corrupção dos Grammys vai, espero eu, trazer uma mudança positiva para estes prémios pestilentos", diz o músico em declarações ao New York Times, "e dar à comunidade artística o respeito que merece com um processo de votação transparente".

Os referidos comités eram compostos por 15 a 30 especialistas que representavam os vários estilos musicais, agora os nomeados em cada categoria principal serão "determinados por uma maioria, numa votação individual levada a cabo pelos membros da academia".