Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

St. Vincent: “Antes da internet, não tínhamos noção do nosso aspeto. Ainda bem que ninguém vê as fotos humilhantes da minha adolescência”

Annie Clark, mais conhecida como St. Vincent, reflete sobre como era a vida, e a relação com o seu aspeto físico, antes da internet. E dá como exemplo um concerto que deu aos 18 anos e um pormenor embaraçoso nas calças que vestia

St. Vincent, que em maio lança o seu sexto álbum, "Daddy's Home", falou, em entrevista à revista "Interview", sobre a importância da internet na forma como nos relacionamos com a nossa própria imagem.

"Fico muito feliz por as únicas pessoas que têm acesso aos meus humilhantes anos de adolescência serem as pessoas que veem as caixas de fotografias em casa da minha mãe", diz a norte-americana.

"Lembro-me que, quando tinha 18 anos, dei um concerto com uma bandinha que tinha na altura. O meu pai e a minha madrasta tinham ido fazer uma grande viagem a Itália e trouxeram-me umas calças de couro, que não me ficavam nada bem. Mas pensei: 'uau, vieram de Itália, são mesmo fixes'' Então levei-as para o concerto."

"E depois vi o vídeo, porque claro que a minha mãe estava lá, a filmar o meu concerto num bar, e as calças faziam-me o pior camel toe do mundo [efeito indesejado que acontece quando a roupa acentua a zona genital]. Se aquelas imagens estivessem no Instagram, ficaria horrorizada", confessa St. Vincent, explicando que, antes da banalização das câmaras fotográficas nos telemóveis e das redes sociais, havia "uma suspensão de descrença que nos permitia pensar que éramos outra pessoa."