Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Notícias

Posto Emissor #56 BLITZ convida Hélio Morais. Dos primeiros passos a tocar numa igreja à defesa de causas nobres

Hélio Morais é o convidado desta semana do Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ. Com o primeiro álbum a solo a chegar esta semana, o músico de Linda Martini e PAUS falou-nos da forma como começou a tocar bateria - aos 13 anos, numa igreja em Massamá - e do 'segredo' do sucesso da banda de 'Amor Combate'. A melhor abordagem na defesa da igualdade de género e na luta contra o racismo foi outro dos temas da conversa. Em destaque também a nova etapa de carreira de Ana Moura, uma conversa intimista com Moby e o novo disco dos portugueses Minta and the Brook Trout

Hélio Morais é o convidado da edição desta semana do Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ. Em conversa com Lia Pereira, o músico de Linda Martini e PAUS, que agora lança o seu primeiro álbum a solo, "Murais", fala sobre o maior 'ensinamento' da pandemia - ter descoberto que adora escrever as suas canções - e também sobre os seus tempos de adolescente, nos quais começou a tocar bateria numa igreja de Massamá. A importância dessa experiência, ainda que hoje se considere ateu, e aquilo que mais valoriza num baterista foram outros temas da conversa. Cidadão atento às questões da inclusividade de género e da luta contra o racismo, Hélio Morais falou ainda sobre aquelas que considera serem as melhores formas de lutar por estas causas.

Também neste Posto Emissor, falamos sobre o Grito de Ipiranga de Ana Moura, que aos 41 anos anunciou a saída da editora e da agência de espetáculos que a representavam, e da entrevista que recentemente fizemos a Moby, que em maio lança um disco ao vivo com orquestra e também um documentário revelador. Em destaque, esta semana, está ainda o quarto álbum dos portugueses Minta and the Brook Trout, "Demolition Derby".

A apresentação do 56º Posto Emissor está a cargo de Lia Pereira e a edição multimédia é de João Luís Amorim.

Sejam bem-vindos.