Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Daniel Knighton/Getty Images

Baterista dos Exodus luta contra cancro raro e quer alertar fãs. "Conhecer o nosso inimigo é o primeiro passo para poder matá-lo"

"Vou dar cabo desta coisa como se fosse uma bateria que me devesse dinheiro", promete o baterista norte-americano, que quer ajudar os fãs a detetar eventuais sintomas desta doença

O baterista dos Exodus, Tom Hunting, revelou aos fãs que sofre de uma forma rara de cancro do estômago e que vai trabalhar no sentido de alertar para a deteção precoce dos sintomas desta doença.

"Hoje vou começar o tratamento para um carcinoma do estômago. É um tumor que me detetaram em fevereiro", escreveu o norte-americano de 56 anos. "Estou a tornar esta informação pública para que as pessoas fiquem atentas a eventuais sintomas de problemas do estômago e do esófago. Se puder ajudar alguém, fico feliz. Conhecer o nosso inimigo dá-nos poder, pois é o primeiro passo para poder matá-lo!"

Tom Hunting, que em 1979 foi um dos fundadores dos Exodus, garante porém que se sente muito bem fisicamente e que vai "dar cabo desta coisa como se fosse uma bateria que me devesse dinheiro. Estou pronto para a luta!"

O tipo de cancro de que Tom Hunting sofre é raro e afeta sobretudo homens com mais de 60 anos.

Os Exodus estão a preparar o lançamento de "Persona Non Grata", o seu primeiro álbum desde 2014.