Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Nuno Markl

Rita Carmo

Como Nuno Markl ficou a saber que Kurt Cobain tinha morrido. “Foi um dia duro, o 5 de abril de 1994”

“Onde é que vocês estavam no 5 de Abril de 1994?”. Nuno Markl recorda a morte que marcou uma geração, a de Kurt Cobain, e a forma 'analógica' como as notícias corriam então. “De uma vez só senti que estava a falar de alguém muito distante, de um ícone, e, ao mesmo tempo, de alguém muito íntimo, muito próximo”

Nuno Markl assinalou ontem, 5 de abril, o 27º aniversário da morte de Kurt Cobain, recordando a forma como soube do desaparecimento do icónico vocalista dos Nirvana.

"Onde é que vocês estavam no 5 de Abril de 1994? Eu ainda era jornalista e estava de serviço na redação da Rádio Comercial. A internet só chegaria um ano depois; tínhamos telex - uma ruidosa máquina que cuspia notícias em infindáveis rolos de papel - e a primeira a chegar dizia 'Corpo Encontrado Na Casa de Kurt Cobain'. Liguei para casa, para falar com a minha irmã, 15 anos de idade, fã devota de Cobain, como eu nunca a vira ser de ninguém. 'Já viste que estranho?', disse-lhe. 'Encontraram um cadáver na casa do Kurt Cobain'."

Nuno Markl confessa que, na altura, nem ele nem a sua irmã, a radialista e apresentadora Ana Markl, puseram a hipótese de o cadáver ser o de Kurt Cobain. "Nem a notícia do telex o fazia. Talvez tenhamos falado na probabilidade de ser algum amigo, depois de alguma festa mais extrema, com uma overdose. 'Quando souber de mais alguma coisa, digo', prometi eu da maneira mais analógica e menos Google possível. Era 1994", lembra o radialista e humorista.

"Minutos depois, noutro telex, chegava a confirmação: era ele. Kurt Cobain estava morto e raras vezes me custou tanto comunicar a morte de alguém como quando voltei a ligar para casa a dar a notícia à minha irmã. Mas senti que era melhor ela saber por mim do que pela rádio. De uma vez só senti que estava a falar de alguém muito distante - de um ícone - e, ao mesmo tempo, de alguém muito íntimo, muito próximo: a reacção da minha irmã foi desmanchar-se em lágrimas, como se tivesse perdido família, como se tivesse perdido uma parte dela. Foi um dia duro, o 5 de Abril de 1994", partilha Nuno Markl.

Recorde aqui Kurt Cobain em 27 vídeos de entrevistas, atuações e mais.