Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Lil Nas X

'Lap dance' ao diabo, acusações de plágio e uns ténis que a Nike rejeita. O polémico novo vídeo de Lil Nas X

O novo vídeo de Lil Nas X, para a canção 'Montero (Call Me By Your Name)', estreou na quinta-feira passada e está a fazer correr muita tinta

O rapper norte-americano Lil Nas X, que se tornou conhecido em 2019 com o êxito 'Old Town Road', está envolto em polémica depois de, na passada quinta-feira, ter divulgado o vídeo do seu novo single, 'Montero (Call Me By You Name)'.

No vídeo, o músico desce do paraíso ao inferno, depois de uma passagem pela Grécia Antiga, escorregando num varão, para oferecer uma lap dance ao diabo.

Nas X, gay assumido, está a ser atacado por políticos conservadores e religiosos, que o acusam de adorar o diabo e de ser um mau exemplo para as crianças que o seguem.

Um utilizador do Twitter partilhou um vídeo do cantor a atuar numa escola e escreveu na legenda: "O sistema tem os miúdos como alvo. A base de fãs do Lil Nas X é maioritariamente composta por crianças. Fizeram a mesma coisa com a Miley Cyrus depois da Hannah Montana".

"Não houve nenhum sistema envolvido", respondeu Nas X, "fui eu que tomei a decisão de criar o vídeo. Sou adulto. Não vou passar a minha carreira a tentar cuidar dos vossos filhos. Essa é a vossa função".

Outro utilizador do Twitter acusou o músico de estar a tentar "destruir a sociedade" com a sua sexualidade. A resposta também chegou: "Há um tiroteio todas as semanas que o nosso governo não faz nada para impedir. Não sou eu a descer num varão que estou a destruir a sociedade".

"Passei toda a minha adolescência a odiar-me por todas as coisas que vocês me disseram que me iam acontecer por eu ser gay, portanto espero que estejam zangados e se mantenham zangados, que sintam a mesma raiva que nos ensinam a termos de nós próprios", acrescentou ainda Nas X.

Outra questão que está a gerar polémica são os ténis criados pelo músico, em parceria com a empresa MSCHF, que levaram o nome "Satan Shoes" (sapatos do diabo). Os ténis são uma edição limitada dos Air Max 97s da Nike e contêm uma gota de sangue humano.

Depois de algumas reações raivosas, a marca de calçado desportivo já se veio distanciar da criação de Nas X, dizendo que não tem "qualquer ligação com a criação ou venda" dos "Satan Shoes".

Uma governadora republicana do Dakota do Sul escreveu: "Andam a dizer às nossas crianças que este tipo de produtos não só são bons como são 'exclusivos'. Mas sabem o que é mais exclusivo? A alma eterna que Deus lhes deu. Precisamos de lutar contra isto. Temos de ganhar".

Nas X está também a ser acusado de plagiar o vídeo de FKA Twigs para o tema 'Cellophane', no qual a artista britânica também descia num varão. O coreógrafo dos dois vídeos é o mesmo mas o realizador do vídeo de 'Cellophane' não gostou do que viu.

Apesar de assumir que é fã do rapper, Andrew Thomas Huang chama-o à atenção, bem como à sua editora e ao próprio coreógrafo: "Tenham em consideração o poder que têm e os artistas que prejudicam quando ganham dinheiro com o nosso sangue, suor e lágrimas e trabalho emocional".