Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Chris e Vicky Cornell, em abril de 2017

Getty Images

Há uma guerra de partilhas entre os Soundgarden e a viúva de Chris Cornell. E os Soundgarden estão a ganhar

Os músicos dos Soundgarden e a viúva de Chris Cornell não se entendem quanto às “partilhas”. Em causa, claro, está muito dinheiro

Em dezembro de 2019, Vicky Cornell, viúva de Chris Cornell, malogrado vocalista dos Soundgarden, apresentou um processo contra os restantes membros da banda, acusando-os de reterem "centenas de milhares de dólares" em royalties relativos à música do grupo.

No mesmo processo, Vicky Cornell acusou ainda o manager dos Soundgarden, Rit Venerus, de a estar a prejudicar deliberadamente, desde que ganhou controlo sobre o legado do seu marido, em 2017.

Agora, uma juíza do estado de Washington, nos Estados Unidos, determinou não existirem provas de que os membros dos Soundgarden se estejam a apropriar indevidamente de royalties que pertençam a Vicky Cornell.

A decisão final neste caso caberá a um outro juiz; contudo, a "guerra" entre a viúva e os antigos companheiros de banda de Chris Cornell não deverá ficar por aqui, pois, no mês passado, Vicky Cornell apresentou um outro processo, acusando os músicos de terem tentado comprar a 'quota' do seu marido na banda por um preço "ridiculamente baixo". Kim Thayil, Matt Cameron e Ben Shepherd negaram estas acusações.