Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Samuel Úria

Joana Linda

Samuel Úria ainda mais a solo. 6 canções em “fórmula solitária” no fim do mês, 4 concertos sem banda em maio

É uma edição especial de “Canções do Pós-Guerra”, com 6 temas regravados sem o registo de banda, que serão a base de quatro concertos “solitários” marcados para maio em Lisboa e Porto

Samuel Úria vai regressar aos palcos em maio, depois de, já na próxima semana, editar uma nova versão de "Canções do Pós-Guerra", álbum editado no ano passado, que inclui seis canções regravadas.

O novo EP, intitulado "Canções do Pós-Guerra - Solo", dá o mote para os dois concertos agora confirmados: Úria sobe, a solo, aos palcos do Teatro Maria Matos, em Lisboa, a 3 e 4 de maio (20h), e do Auditório CCOP, no Porto, a 6 e 7 de maio (20h30) - os bilhetes têm preço único de €15,00.

O novo EP será vendido exclusivamente nos concertos, em formato cassete, junto com o vinil de "Canções do Pós-Guerra". Nele são incluídas novas relentaras de 'Guerra e Paz', 'Fica Aquém' e 'A Contenção', bem como interpretações inéditas de 'Cantiga de Abrigo', que escreveu para Ana Moura, 'Sinais', parceria com os Clã, e 'Amor Conforme', de Márcia.

"Talvez a lógica pareça retorcida, mas para escapar à solidão do confinamento entreguei-me à solidão do estúdio", diz o músico em comunicado, "em cada faixa gravada, só uma voz, só um instrumento nas mãos - canções tal como no dia em que nasceram, ou tal como nos tempos em que me povoavam os concertos a solo. Foi sempre nessa fórmula solitária que encontrei o público mais solidário".