Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Instagram Demi Lovato

Demi Lovato diz ter sido violada na adolescência por alguém que conhecia

"A minha história de #MeToo é contar que alguém me fez isto e nunca sofreu consequências. Nunca o tiraram do filme em que estava"

Demi Lovato afirmou que foi violada quando tinha 15 anos e trabalhava para o Disney Channel, no final dos anos 00.

A revelação foi feita no âmbito do documentário "Demi Lovato: Dancing with the Devil", no qual a cantora norte-americana reflete sobre os seus problemas com distúrbios alimentares e dependência de substâncias.

Demi Lovato diz que contou a alguém, presumivelmente da produção do filme em que estaria a trabalhar, que tinha sido violada, mas que o alegado violador não sofreu consequências, pelo que a adolescente teve de continuar a vê-lo diariamente.

"Perdi a minha virgindade numa violação", recorda. "E na altura fazia parte daquela malta da Disney que dizia publicamente que ia esperar até ao casamento [para ter relações sexuais]", acrescenta, referindo-se aos 'anéis de castidade' usados no final dos anos 00 por várias estrelas da Disney.

Sem identificar o autor da agressão sexual, Demi Lovato diz que se tratava de alguém de quem era próxima. "Andávamos a sair, mas eu disse-lhe: 'isto não vai mais longe, sou virgem e não quero perder a minha virgindade assim.' Mas ele não se importou e fê-lo na mesma. E eu disse a mim mesma que a culpa era minha, porque fui para o quarto com ele."

A artista explica que desta experiência traumática nasceu a sua tendência para a bulimia e a auto mutilação. "A minha história de #MeToo é contar que alguém me fez isto e nunca sofreu quaisquer consequências. Nunca o tiraram do filme em que estava."

Demi Lovato incentiva ainda todas as pessoas que tenham passado pelo mesmo a denunciarem os seus agressores.