Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Capicua

Capicua: “Se eu fosse uma mulher negra com prioridades de sobrevivência provavelmente não teria feito o caminho [que percorri]”

Capicua acredita que, se fosse oriunda de um contexto mais desfavorecido, não teria tido o mesmo trajeto no rap

Capicua deu uma entrevista ao "Jornal de Notícias", no âmbito de um trabalho subordinado ao tema Mulheres Portuguesas que se Fizeram Notáveis.

Nesta reportagem, diz-se da rapper do Porto que é "a primeira mulher a conseguir estabelecer-se com uma carreira consistente e longeva no rap."

A autora de "Madrepérola" ressalva, porém: “Se eu fosse uma mulher negra de um contexto mais desfavorecido e com tantas prioridades de sobrevivência, provavelmente não teria feito esse caminho."

No mesmo artigo, são ouvidas a cientista Maria Manuel Mota, a árbitra de futebol masculino Vanessa Gomes ou Paula Peneda, a primeira mulher a chefiar um dos dois comandos metropolitanos do país, neste caso o do Porto.

Em janeiro, Capicua assinalou o primeiro aniversário do álbum "Madrepérola" com a edição de "Encore", um EP gravado ao vivo no Teatro Rivoli, no Porto, e no Teatro Aveirense.