Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Ahoy Arena, em Roterdão, onde terá lugar a Eurovisão 2022

Eurovisão 2021. Concorrentes vão ter mesmo de ir a Roterdão: “Isto não são férias, é um trabalho que precisa de ser feito”

A organização da Eurovisão quer assegurar a presença de todos os concorrentes na cidade holandesa, onde se realizam as semifinais e a final, mas pretende “evitar que as pessoas comecem a abraçar-se e a beijar-se em momentos de maior alegria”. Presença de público está em aberto

Os concorrentes à edição deste ano da Eurovisão vão ter mesmo de comparecer presencialmente ao evento, que se realiza em Roterdão, nos Países Baixos. A organização garante que os artistas atuarão ao vivo, e presencialmente, nas semifinais e na final, marcada para 22 de maio.

"Isto não são férias, é um trabalho que precisa de ser feito", disse o supervisor executivo da Eurovisão, Martin Österdahl em declarações à BBC, explicando que apesar de ter sido pedido aos 41 países participantes para enviarem uma performance gravada ao vivo dos seus representantes, caso fossem impedidos de viajar devido à pandemia, a intenção é mesmo ter todos os concorrentes presentes.

Sendo assim, as delegações de cada país terão de ser limitadas a 20 pessoas (no passado, a média eram 38 pessoas) e as medidas sanitárias e de segurança no local onde os eventos se vão realizar, a Ahoy Arena, serão a "prioridade número um".

"Queremos evitar que as pessoas comecem a abraçar-se e a beijar-se em momentos de maior alegria", diz Österdahl, "é algo que pode sempre acontecer mas que não recomendamos, este ano". Todos os que marcarem presença terão de estar 5 dias em confinamento antes de partires para Roterdão e ter um teste negativo à covid-19 feito até 72 horas antes do voo.

Ainda não há uma decisão final sobre a presença de pessoas na plateia mas a intenção é ter "a Eurovisão mais normal que conseguirmos". "Esperamos conseguir ter público: faz uma diferença enorme na atmosfera da transmissão, se tivermos pessoas presentes".

Recorde-se que a edição de 2021 da Eurovisão, na qual Portugal teria sido representado por Elisa e a canção 'Medo de Sentir', foi cancelada devido à pandemia de covid-19. A canção que Portugal levará ao concurso deste ano será escolhida este sábado, 6 de março, entre as 10 canções selecionadas nas semifinais.