Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Bárbara Tinoco

Rita Carmo

Bárbara Tinoco: “O primeiro concerto que vi na vida foi Iron Maiden. Eu era aquela adolescente de preto, com correntes”

Inesperadamente, a cantora de ‘Sei Lá’ revela no podcast Posto Emissor que “ouvia muito heavy metal e rock” na adolescência. “A metaleira que há dentro de mim está envergonhada”, admite, confessando que o primeiro concerto que viu na vida foi dos Iron Maiden

Bárbara Tinoco é a convidada desta semana do Posto Emissor, o podcast da BLITZ, e no momento em que se prepara para editar um EP que inclui colaborações com nomes como Carlão, Carolina Deslandes ou António Zambujo falou sobre a música que ouvia na adolescência.

"O primeiro concerto que vi na vida foi Iron Maiden. Eu era aquela adolescente toda de preto, com correntes", recorda a cantora de 'Sei Lá', "ouvia muito heavy metal e rock... Agora só ouço pop, portanto a metaleira que há dentro de mim está envergonhada".

Ouça a partir dos 28m 34s.

Assinar o Posto Emissor no iTunes.

  • Posto Emissor #49. BLITZ convida Bárbara Tinoco. Da timidez mal disfarçada à salada de Adília Lopes

    Notícias

    Bárbara Tinoco é a convidada desta semana do Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ. A artista lisboeta fala-nos da loja de instrumentos musicais da família, do percurso até ao novo EP, da cadeira que lhe falta para terminar o curso de Ciências Musicais, de comentários maldosos e pedidos de casamento e das comparações com a amiga Carolina Deslandes. Em destaque no episódio desta semana, estão o eventual regresso dos festivais de verão em 2021 e o álbum surpresa de Nick Cave

  • Ao Vivo na Redação: Bárbara Tinoco: “A pandemia é um período bom para os compositores, mas não para ser artista”

    Vídeos

    Bárbara Tinoco é a mais recente convidada do Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ. Depois de participar no Festival da Canção, em 2020, num momento em que a sua carreira já “estava a ir muito rápido”, viu-se obrigada a parar, devido à pandemia, mas garante que o confinamento a levou a escrever muitas canções. O novo EP, que conta com colaborações de Carolina Deslandes e António Zambujo, o primeiro álbum, que chegará no final do ano, e os concertos nos Coliseus foram alguns dos temas de conversa