Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

O heavy metal “faz bem à saúde” e não tem contraindicações

Um estudo com 1540 voluntários entre os 18 e 65 anos apresenta resultados que qualquer bom fã de metal já suspeitava que fossem verdadeiros

Um novo estudo realizado pela Vera Clinic, uma clínica turca especializada em transplantes capilares e rinoplastias, mostra que o heavy metal pode ser benéfico para a saúde.

Este estilo de música, que se caracteriza pelo seu peso e agressividade, ajuda a reduzir a pressão arterial e o batimento cardíaco, bem como a ansiedade.

O estudo recorreu a 1540 voluntários, a quem foi pedido que participassem em testes não-verbais destinados a reduzir o stress.

Os participantes foram colocados a ouvir uma banda-sonora específica, composta a partir de várias playlists do Spotify, com os seus batimentos cardíacos e a sua pressão arterial a serem monotorizados de forma constante.

O heavy metal revelou ser o segundo género musical que melhor reduzia a ansiedade, apenas atrás da música pop lançada nos anos 80. 89% dos participantes registaram uma pressão arterial mais reduzida enquanto escutavam temas do género.

Ömer Avlanmış, o médico responsável pelo estudo, afirmou que "a música mais agressiva pode ajudar os ouvintes a processar aquilo que sentem". "Isso resulta numa maior sensação de bem-estar", acrescentou.