Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Miguel Guedes

Miguel Guedes: “Se calhar há pessoas que não ouvem Blind Zero porque sou do FC Porto ou de esquerda. Pensar nisso, às vezes, deprime-me”

Defendendo que nunca se “demitiu” de dar a sua opinião, “mesmo podendo comprar ódios”, Miguel Guedes fala sobre o impacto que os seus comentários desportivos e a sua veia de esquerda tem nos Blind Zero. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Miguel Guedes, dos Blind Zero, falou ao Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ, sobre o impacto que têm na banda as suas atividades extra-musicais, nomeadamente os comentários desportivos enquanto adepto do FC Porto e os artigos de opinião que escreve em meios de comunicação e nos quais está bem presente a sua veia de esquerda.

"Se calhar, há pessoas que não ouvem os Blind Zero porque eu sou do Porto ou porque sou de esquerda. E, se calhar, há quem ouça porque eu sou do Porto e de esquerda", diz o músico, "É ridículo e pensar nisso às vezes deprime-me, mas não há nada que se possa fazer”.

Ouça a partir dos 50m 23s.