Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

“Se é verdade, espero que Marilyn Manson peça ajuda e se torne uma pessoa melhor. Até ele é capaz disso”. A opinião do guitarrista dos Korn

Brian “Head” Welch aproveita o caso de Marilyn Manson para falar da sua própria experiência. “Mantive uma relação abusiva e escrevi sobre tudo isso no meu livro. Há redenção até para as pessoas que fazem coisas horríveis”

Brian "Head" Welch, guitarrista dos Korn, deu uma entrevista ao NME na qual abordou as acusações de abusos sexuais feitas contra Marilyn Manson.

"Ouvir o Wes Borland falar disso é de loucos", afirmou. "Lamento pela Evan [Rachel Wood] porque vejo que ela está a sofrer. Espero que o Manson admita tudo o que fez e procure ajuda."

O músico não se absteve de comentar a sua própria experiência, enquanto alguém que foi abusivo para com a sua companheira.

"Nunca fingi não ter feito asneira", contou. "Mantive uma relação abusiva e escrevi sobre tudo isso no meu livro. Admitir os nossos erros e confrontar os nossos demónios torna-nos pessoas melhores".

"As pessoas dizem que ele é mau, mas há redenção até para as pessoas que fazem coisas horríveis", continuou. "Se for verdade, espero que Marilyn Manson peça ajuda e se torne uma pessoa melhor. Até ele é capaz disso".