Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Linda Martini

Rita Carmo

Linda Martini lançam 'E Não Sobrou Ninguém', canção sobre “atrocidades, preconceito e discriminação"

A nova canção dos Linda Martini parte do poema de Martin Niemoller sobre a ascensão do Nacional Socialismo na Alemanha. "Por cada braço em riste será que te riste?", pergunta a banda portuguesa

Os Linda Martini acabam de revelar uma nova canção, de título 'E Não Sobrou Ninguém'.

O tema foi gravado em Lisboa, em janeiro deste ano, e tem por inspiração o poema do mesmo título de Martin Niemöller sobre a ascensão do Nacional Socialismo na Alemanha.

Nascido na Alemanha em 1892, Martin Niemöller foi um pastor luterano que, pela sua oposição ao regime de Adolf Hitler, esteve preso em dois campos de concentração entre 1938 e 1945. O autor é amplamente citado pelo seu poema 'E Não Sobrou Ninguém'.

Sobre a sua canção, escrevem os Linda Martini: "É uma reflexão sobre eventos recentes e sobre séculos de atrocidades, injustiça, preconceito e discriminação para com seres humanos que não se enquadram na etnia, género, religião, posição social ou comportamento sexual dominante."

"A cor da nossa pele, com quem nos deitamos, o que temos entre as pernas, que língua falamos, em que país nascemos, a que Deus rezamos, quanto ganhamos por mês. Nada disto nos define, nada disto nos faz melhores pessoas", completam.

Ouça aqui a nova canção da banda portuguesa.

Leia aqui a letra de 'E Não Sobrou Ninguém', a canção dos Linda Martini.

E NÃO SOBROU NINGUÉM

"Preto, negro, de cor escura
Branco ou cor-de-rosa, como cal em pedra dura
Chinês made in Taiwan, amarelo, olhos em bico
Um cigano, um do leste e um zuca
Entram num bar com um ar aflito

Por cada braço em riste
Será que te riste
Ou levaste a sério?
Quando vierem por ti amanhã
Vais gritar “ai mamã, ai mamã
Cresceu-me um império de ódio no cu!”

Ai, que te roubam o trabalho
A mulher, o salário, ai
A bandeira, o país
Ai, a culpa é dos outros
Tu pagas impostos, não é?
Só queres ser feliz

A minha pele é cor de água
A minha pele é cor de vidro
A minha pele é cor de mágoa
Um tom qualquer desconhecido

A tua pele é cor de pó
A tua pele é cor de mofo
A tua pele é uma cor só
Um tom qualquer, eu nem te oiço"