Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rita Ora

Instagram Rita Ora

Rita Ora pediu para desligarem as câmaras de vigilância da sua festa de aniversário num restaurante

A festa de 30º aniversário da cantora Rita Ora furou o protocolo covid-19 em Londres. Um funcionário do restaurante onde a mesma se realizou confessa ter recebido mais de 5600 euros para “facilitar o evento”

A festa de 30º aniversário da cantora inglesa Rita Ora, não cumpriu o protocolo covid-19 definido em Londres, cidade onde a mesma se realizou no final de novembro do ano passado. Teve lugar num restaurante, à porta fechada, com um número alargado de convidados de diferentes agregados familiares, numa altura em que a aniversariante deveria estar em isolamento profilático, uma vez que havia regressado há poucos dias do Egito.

O caso motivou dias depois um pedido de desculpas de Rita Ora, que o considerou "um indesculpável erro de avaliação", mas apesar de ter pago uma multa, a polémica não foi encerrada. Agora, segundo o NME, sabe-se que foi solicitado à gerência do restaurante o desligamento das câmaras de segurança enquanto durasse a festa. Em depoimento à polícia, um funcionário do restaurante Casa Cruz, no bairro de Notting Hill, admitiu ter dado o seu aval para que as câmaras de vigilância fossem desligadas, e confessou ter recebido 5000 libras (mais de 5600 euros) para "facilitar o evento".

Na chegada da polícia ao restaurante, por volta das 23h30, a música era audível, as janelas estavam cobertas, mas era possível ver, através de brechas, pessoas que não usavam máscara.