Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Violet Grohl, filha de Dave Grohl, em palco com o pai, Beck, St. Vincent, Pat Smear e Krist Novoselic

(C)Kevin Mazur/Getty Images

A filha de Dave Grohl quer soar aos My Bloody Valentine. E o pai quer ser o seu baterista

Pai babado: “A Violet tem 14 anos e já está numa profunda fase Bowie. Mas não é o Bowie dos anos 80. Ela ainda nem chegou [aos álbuns de] Berlim”

Dave Grohl confessou que um dos seus grandes sonhos é ser baterista da filha, Violet, de 14 anos.

"No outro dia perguntei-lhe: 'se gravasses um álbum, a que soaria?'. Ela respondeu, 'sabes, acho que soaria meio shoegaze. Ah, e pai, preciso de um novo pedal de guitarra. Chama-se Loveless e quero que a minha guitarra soe aos My Bloody Valentine'", contou o músico dos Foo Fighters em entrevista ao Sunday Times."Só lhe disse: 'Sim, Simm! Posso participar no teu álbum, por favor?'".

Apesar de fã dos My Bloody Valentine, a filha de Grohl está "numa profunda fase Bowie. Mas não é o Bowie dos anos 80 ou 90. Ela ainda nem chegou [aos álbuns de] Berlim. Tudo o que faz é ouvir bootlegs da digressão de 'Station to Station'".

Numa outra conversa, com a BBC, o músico vai mais longe: "ser baterista da minha filha é um dos meus sonhos de vida", argumentando que Violet é "a melhor vocalista da família Grohl".

"É uma música incrivelmente talentosa", acrescenta, "consegue pegar num instrumento e aprender a tocá-lo numa semana. Tem uma afinação perfeita e a voz vem-lhe das entranhas".

Os talentos de Violet estão presentes no novo álbum dos Foo Fighters, "Medicine at Midnight", com edição agendada para 15 de fevereiro, tendo emprestado a sua voz aos coros do tema 'Making a Fire'.