Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Miguel Araújo

Rita Carmo

Miguel Araújo: “As pessoas compram este disco como quem compra o autocolante da Cruz Vermelha. É para eu ainda cá andar quando isto passar”

Numa semana, Miguel Araújo vendeu através do correio mais de 400 CD, o único suporte em que, por enquanto, está disponível “Peixe Azul”, o seu novíssimo álbum. “É como aquele autocolante da Cruz Vermelha. Não é pelo autocolante, é pela causa em si”. Um número que, admite, seria suficiente para chegar ao 1º lugar do top português. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Miguel Araújo é o convidado do mais recente Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ. Em conversa com Luís Guerra e Lia Pereira, o cantor-compositor fala sobre "Peixe Azul", o disco que acaba de lançar e no qual tocou todos os instrumentos.

Disponível, por enquanto, apenas em CD e à venda unicamente através da loja online do artista, "Peixe Azul" tem encontrado na base de fãs do músico uma recetividade que ultrapassa as melhores expectativas do músico do Porto.

"As pessoas acham que faz sentido contribuir com a compra do CD para eu ainda cá andar quando isto passar. Ainda há pessoas que compram este CD como quem compra aquele autocolante da Cruz Vermelha. Não é pelo autocolante, é pela causa em si. Eu vendi 400 CD numa semana inteira, já se fica em primeiro lugar no top. É uma possibilidade de financiar o meu trabalho numa altura em que não há concertos", afirma.

Para ouvir a resposta completa a partir dos 37 minutos e 28 segundos: