Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Miguel Araújo

Rita Carmo

Miguel Araújo: “Não vais dizer a um puto de 14 anos que a música de que ele gosta não presta, por muito que seja miserável”

“A música popular não tem um valor absoluto. Os pais vão sempre dizer aos filhos que a música que estes ouvem não presta, tal como os seus pais lhes disseram a eles”. A importância “relativa” da música, segundo Miguel Araújo. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Miguel Araújo, que acaba de lançar o álbum "Peixe Azul", é o convidado do mais recente episódio do podcast semanal da BLITZ, Posto Emissor.

Quando questionado sobre o facto de ter como ídolos músicos veteranos, como Rui Veloso ou Mark Knopfler, o portuense explica:

"A música popular tem um valor relativo, não absoluto. Não vais dizer a um puto de 14 anos que a música de que ele gosta, que lhe faz lembrar o verão e a primeira namorada, não presta, por muito que seja miserável", defendendo que a música que se ouve numa fase formativa nos marca de forma diferente.

“A música popular não tem um valor absoluto. Os pais vão sempre dizer aos filhos que a música que estes ouvem não presta, tal como os seus pais lhes disseram a eles”, elabora.

Pode ouvir esta resposta pelos 34 minutos 17 segundos.