Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Woodstock 1999: Rage Against the Machine

Getty Images

Grandes concertos para ver em casa. Rage Against the Machine explosivos no Woodstock de todas as polémicas

No festival Woodstock de 1999 não houve paz e amor; houve caos, violência e incêndios. No concerto dos Rage Against the Machine houve até uma bandeira dos Estados Unidos queimada em palco. E um espetáculo bombástico

30 anos depois de um festival que tinha tido como mote "3 dias de paz e música", o Woodstock de 1999 ficou marcado por violência, roubos e incêndios. Mas para a história do festival ficou também o intenso concerto dos Rage Against the Machine.

No ano em que editaram o álbum "The Battle of Los Angeles", a banda de Zack de la Rocha e Tom Morello tomou o palco de assalto com canções como 'No Shelter', 'Know Your Enemy', 'Bulls on Parade' ou até uma versão de 'The Ghost of Tom Joad', de Bruce Springsteen.

O final foi apoteótico, com o hino 'Killing in the Name' a encerrar com o baixista Tim Commerford a deitar fogo a uma bandeira dos Estados Unidos.

Alinhamento

No Shelter
People Of The Sun
Know Your Enemy
Born Of A Broken Man
Vietnow
Bullet In The Head
The Ghost Of Tom Joad
Bombtrack
Wake Up
Bulls On Parade
Freedom
Township Rebellion
Killing In The Name Of