Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Madonna

Porque é que Madonna foi mencionada no processo de destituição de Donald Trump

Vivem-se dias estranhos na política dos Estados Unidos. Madonna foi citada nas audições em torno do 'impeachment' de Donald Trump

O congressista republicano Ken Buck, representante do estado do Colorado, foi autor de um dos discursos mais bizarros do debate ocorrido esta quarta-feira no Capitólio, com vista à destituição de Donald Trump.

Buck, defensor do ainda presidente, comparou as declarações em que este incita os seus apoiantes a invadir o Capitólio às que várias celebridades fizeram no passado.

"O Robert De Niro disse que queria dar um soco no presidente. A Madonna pensou explodir com a Casa Branca. A Kathy Griffin segurou uma efígie da cabeça decepada do presidente. E os meus colegas [democratas] nada disseram", afirmou.

As declarações de Madonna tiveram lugar na Marcha das Mulheres, em Washington, em 2017: "Sim, pensei em rebentar com a Casa Branca, mas sei que isso não vai mudar nada", afirmou então. "Não podemos ceder ao desespero".