Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Dave Grohl nos Nirvana

Getty Images

Por que razão Dave Grohl nunca cantará Nirvana

Há um quarto de século à frente dos Foo Fighters, Dave Grohl recusa-se a interpretar canções como 'Smells Like Teen Spirit' ou 'Come As You Are', imortalizadas por Kurt Cobain nos Nirvana, banda onde Grohl despontou como baterista. As suas razões são firmes, mas não são sinónimo de deixar os Nirvana para trás

Apesar de sonhar que ainda está nos Nirvana e a tocar bateria na banda de Seattle, Dave Grohl garante que nunca cantará as canções que Kurt Cobain imortalizou.

"Não me sinto confortável a cantar uma canção que o Kurt interpretou", afirmou à Classic Rock. Nem mesmo em casa, a improvisar na sala de ensaios, o também guitarrista regressa às canções dos Nirvana.

Na histórica banda entre 1990 e 1994, tendo tocado bateria nos clássicos "Nevermind" e "In Utero", Dave Grohl foi sempre o elemento mais novo do grupo, recordando os primeiros tempos com saudade. "Quando entrei na banda foi muito divertido. Dormia no sofá do Kurt, ensaiávamos num celeiro. Quando tocávamos, as pessoas saltavam à nossa volta, ficava tudo a escaldar e a transpirar. Adorava a ligação que o público dos Nirvana tinha com a banda".

Grohl revela, contudo, como se sente bem a regressar aos Nirvana de outra 'maneira'. "Sinto-me completamente à vontade a tocar essas canções na bateria, e adoro tocá-las com o Kris [Novoselic], Pat [Smear, guitarrista dos últimos anos dos Nirvana e atual Foo Fighters] e outro vocalista", garante, parecendo abrir a porta a uma repetição do 'encontro' do início de 2020, com Beck, St. Vincent e Violet Grohl, filha de 13 anos de Dave.