Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Neil Young: “As redes sociais estão a deformar tudo aquilo em que acreditamos”

O músico denomina as redes sociais de “armas psicológicas” e mostra empatia em relação “às pessoas que foram manipuladas”, referindo-se ao ataque ao Capitólio

Num comunicado partilhado no seu website, Neil Young afirmou sentir empatia em relação "às pessoas que foram manipuladas", referindo-se aos apoiantes de Trump que invadiram o Capitólio.

O texto do músico refere explicitamente uma das manifestantes, Elizabeth, de Knoxville, que se tornou viral após ser divulgado um vídeo que a mostra a chorar, tendo sido alegadamente atingida com gás pimenta pelas autoridades.

"Ela estava a chorar porque foi atacada. Tudo o que ela queria era que a sua voz fosse ouvida na revolução", escreveu Young. "Foi uma das milhares de pessoas que sentem estar a ser perseguidas pelas suas crenças, por sentir que quem está no poder não se importa".

O músico deixou ainda críticas a Donald Trump, por ter "exagerado e amplificado a verdade, para fomentar o ódio", e às redes sociais, que diz estarem a "deformar tudo aquilo em que acreditamos".

"São armas psicológicas usadas para juntar ódio, de apoio a um e a outro lado", disse.