Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Angelita Teixeira

Fado Bicha lembram Angelita, transsexual encontrada morta em Matosinhos. “Não deixaremos que se faça silêncio”

“A Angelita era uma mulher trans e migrante a viver em Portugal. Sabemos o que isso significa perante a sociedade, perante a imprensa, perante a justiça”, escreve duo lisboeta, pedindo resolução célere do caso que a Polícia Judiciária está a investigar

A banda Fado Bicha mostrou, nas redes sociais, a sua indignação com a morte de Angelita Teixeira, uma mulher transexual brasileira que vivia em Portugal e estava desaparecida desde o passado dia 1 de janeiro.

O corpo de Angelita Teixeira, que pouco antes de morrer se queixou de estar a receber ameaças, num vídeo live, foi encontrado ontem, 11 de janeiro, em adiantado estado de decomposição. A Polícia Judiciária está a investigar o caso, não confirmando por enquanto que se tenha tratado de homicídio.

A dupla Fado Bicha já partilhou uma publicação sobre o sucedido, escrevendo: "A Angelita era uma mulher trans e migrante a viver em Portugal e sabemos TODXS o que isso significa: perante a sociedade, perante a imprensa, perante a justiça. Não deixaremos que se faça silêncio, não deixaremos que caia o manto da invisibilidade sobre estes corpos, mais uma vez! Não esperaremos oito meses para que se exija TUDO de um estado de direito que se diz igual para todxs e sem preconceito institucional".