Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Arnold Schwarzenegger arrasa Donald Trump, recorda opressão nazi e partilha memórias dolorosas

O ator, antigo governador da Califórnia e republicano convicto, discursou durante mais de 7 minutos com uma espada na mão. A favor da democracia

Arnold Schwarzenegger partilhou, nas redes sociais, um vídeo onde critica duramente Donald Trump e os seus apoiantes.

No vídeo, partilhado na sequência do ataque ao Capitólio por parte de elementos da extrema-direita, o ator e antigo governador da Califórnia - e republicano convicto - fez um apelo sentido pela democracia.

"Sou um imigrante neste país", começou por dizer, antes de traçar um paralelo entre a América de hoje e a Alemanha nazi. "Sei o que foi a Noite de Cristal, levada a cabo pelo equivalente nazi aos Proud Boys. Foi isso que aconteceu na quarta-feira".

"Ao crescer, vi-me rodeado por homens destroçados, a afogar no álcool a culpa que sentiam pela sua participação no regime mais maléfico da história", continuou.

"Nunca contei isto em público mas, quando era novo, o meu pai chegava bêbado a casa e gritava e batia-me, e à minha mãe. Não o culpava, porque os vizinhos faziam o mesmo. Sofriam de dores físicas e psicológicas, causadas pelo que viram ou fizeram. E tudo começou com mentiras e intolerância".

"O presidente Trump é um líder falhado. Entrará para a história como o pior presidente de sempre. A coisa boa é que em breve será tão irrelevante quanto um tweet antigo", acrescentou, antes de empunhar a espada que usou em "Conan, o Bárbaro": "A nossa democracia é como o aço desta espada", garantiu. Veja o vídeo: