Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Paulo Furtado

Rita Carmo

Legendary Tigerman: “Em 2020, lançar discos e dar concertos foram atos de resistência, amor e vontade de comunicar com o mundo”

Em momento de balanço de 2020, Paulo Furtado defende que fazer música foi um "ato de resistência" num ano dominado pela pandemia e marcado por adiamento e cancelamento de espetáculos. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Legendary Tigerman considera que fazer música em 2020 foi um ato de resistência. Em entrevista ao Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ, o músico disse: "lançar discos, fazer concertos... Tudo isso foram atos de resistência, amor e vontade de comunicar com o mundo".

Depois de puxado para comentar o balanço dos melhores álbuns do ano para a equipa da BLITZ e de assumir que não ouviu "nenhum disco inteiro deste ano", Tigerman disse: "por acaso estava a mentir, mas este ano estou a estender o tempo, então estava quase com a ideia que [os álbuns de] Fiona Apple e Bruce Springsteen tinham saído no ano passado. Ouvi esses dois discos inteiros e gosto muito de ambos".

Ouça a partir dos 38m 10s.

Assinar o Posto Emissor no iTunes.

A BLITZ agradece à AutoLeão pela cedência das instalações para a realização da sessão fotográfica