Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Agir

Instagram Agir

“Que maravilha. Quanta honra!”. A reação de Miguel Araújo à versão de Agir

“É milagroso, é como se entre a música que dele precisa de sair e a música que realmente sai não existisse qualquer entrave. A grandeza é isso e nada mais”. Veja 'Catavento da Sé', de Miguel Araújo, na versão de Agir

Depois de oferecer outras versões inesperadas, como a de 'A Cantiga é uma Arma', de José Mário Branco, Agir partilhou uma interpretação de 'Catavento da Sé', de Miguel Araújo.

O músico do Porto não poupou elogios à versão e ao talento de Agir, escrevendo: "Que maravilha de versão, este 'Catavento da Sé' pelo Agir, de quem sou muito admirador. Já o vi em ação, no estúdio: é impressionante. É milagroso, é como se entre a música que dele precisa de sair e a música que realmente sai não existisse qualquer entrave, qualquer obstáculo. Para mim, humildade e grandeza é isso, apenas isso e nada mais. Ser um humilde canalizador. Quanta honra, Mestre!"

Ouça aqui a versão de Agir para 'Catavento da Sé'.