Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

8 em cada 10 músicos ganham menos de 220 euros por ano com o streaming

As receitas do streaming são baixíssimas para 82% dos artistas. Numa altura em que a música ao vivo está praticamente parada, no Reino Unido há quem não consiga pagar a renda da casa

Oito em cada dez músicos britânicos ganha menos de 220 euros por ano com o streaming, noticia o jornal britânico "i".

Estes números foram calculados a partir de um estudo realizado por vários compositores e artistas, que irão esta terça-feira discutir esta situação diante do parlamento britânico.

Segundo o estudo, realizado pela Ivors Academy em parceria com a Musicians' Union, as grandes editoras registaram lucros na ordem dos 3,6 mil milhões de euros, mas apenas uma ínfima parte coube aos músicos.

Uma das artistas citadas é Nadine Shah, que admitiu não conseguir pagar a renda de sua casa, numa altura em que a indústria da música ao vivo se encontra parada devido à pandemia.

92% dos artistas inquiridos afirmaram que, ao longo do último ano, menos de 5% das suas receitas vieram do streaming. 43% revelaram ter tido de recorrer a um outro emprego, além da música.

Para Graham Davies, diretor executivo da Ivors Academy, "há demasiado dinheiro proveniente do streaming a ser entregue às grandes editoras. Este é um modelo datado e precisa de ser alterado".