Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Rita Ora

Vittorio Zunino Celotto/amfAR/Getty Images

Cantora inglesa Rita Ora criticada por juntar 30 amigos em tempos de pandemia

Rita Ora celebrou o seu 30º aniversário com uma festa para 30 pessoas, numa altura em que estão proibidos os ajuntamentos em Inglaterra

A cantora inglesa Rita Ora celebrou o seu 30º aniversário com uma festa para 30 convidados, em Londres, no passado sábado.

O evento não teria nada de estranho se não estivessem em vigor, em Inglaterra, leis que proíbem ajuntamentos, como forma de tentar controlar a pandemia de covid-19.

Segundo a imprensa britânica, a polícia foi chamada ao local - um restaurante na zona oeste de Londres - para verificar se a festa da cantora representava ou não um incumprimento dessas mesmas leis.

O jornal The Sun publicou imagens de alguns agentes da polícia, espreitando para dentro do restaurante e tentando abrir uma porta de segurança.

À festa compareceram outras celebridades, como Cara Delevingne e a sua irmã Poppy, também modelo.

No âmbito do confinamento, em Inglaterra são de momento proibidos os encontros com mais de uma pessoa exterior ao agregado familiar, exceto em circunstâncias específicas. Quem infringir a lei pode ser multado num valor superior a 10 mil euros.

Rita Ora não comentou o sucedido e a gerência do espaço negou conhecimento do ajuntamento.

Ainda não se sabe se a cantora e os amigos, bem como a gerência do restaurante, foram multados, mas o julgamento nas redes sociais não se fez esperar, com muitos 'comentadores' a criticar o "egoísmo" da artista numa altura em que se aplicam restrições severas em todo o território.