Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Os Queen também perderam o baixista John Deacon quando Freddie Mercury morreu

“Também perdemos o John e isso é muito duro”, admite o guitarrista Brian May, recordando os ex-companheiros da banda

Brian May respondeu às questões dos fãs, durante uma sessão online de perguntas e respostas transmitida pelo canal oficial dos Queen no YouTube.

O guitarrista explicou que, quando Freddie Mercury faleceu, em 1991, a banda britânica perdeu também o seu baixista de sempre, John Deacon.

Falando sobre a atualidade do grupo, que conta hoje em dia com Adam Lambert como vocalista, May não escondeu que os seus antigos colegas fazem falta.

"Gostava que o Freddie estivesse aqui connosco, a partilhar estes momentos. E o John, também. Porque também perdemos o John e isso é muito duro", afirmou.

Deacon abandonou os Queen e a indústria musical em 1997, e tem-se mantido desde então em reclusão. Veja a sessão de perguntas e respostas com Brian May:

Já antes o baterista Roger Taylor havia abordado a saída de Deacon. "John excluiu-se conscientemente do mundo. Não mantém contacto com ninguém, penso eu. Ele é muito frágil e nós respeitamos isso. Apesar de ser obviamente um parceiro de negócios - e aprecia o retorno financeiro - é o nosso parceiro de negócios silencioso. A última vez que o vi foi em 2004. O musical 'We Will Rock You' tinha estreado há uns seis meses e ele apareceu lá, no bar".