Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Johnny Flynn no papel de David Bowie em "Stardust"

Filme sobre David Bowie arrasado pelos críticos. “Lixo de veludo” e “um exemplo de como não fazer um filme rock”

Protagonizado por Johnny Flynn, o biopic “Stardust” não tem sequer música de David Bowie. Mas esse não é o único problema, garantem os críticos

"Stardust", o biopic de David Bowie protagonizado por Johnny Flynn, está a ter críticas muito negativas.

Realizado por Gabriel Range, o filme acompanha uma digressão de David Bowie pelos Estados Unidos em 1971, em promoção do álbum "The Man Who Sold the World" e ainda antes de o britânico se tornar uma figura amplamente conhecida.

Como não conseguiu obter a autorização da família de David Bowie para usar a sua música, a produção do filme colocou o protagonista, o ator e também músico Johnny Flynn, a cantar algumas versões de outros artistas, que Bowie interpretava então.

O resultado, escreve o Consequence of Sound, é "aborrecido e não tem coração", sofrendo também com a falta de parecença física entre Johnny Flynn e David Bowie.

Por seu turno, o Los Angeles Times escreve: "O filme pode ser anunciado como 'Bowie como nunca o viu', mas mais valia que dissessem 'Bowie como nunca ninguém o viu'".

Para a Rolling Stone, "Stardust" é "um exemplo de como não fazer um filme rock" e o site AV Club, que aponta várias incoerências ao filme, resume: "'O biopic de David Bowie sem canções de Bowie é lixo de veludo".