Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

The Network

Toda a gente diz que esta banda são os Green Day. Mas os Green Day insistem que não

“Em 2003, avisámos a humanidade do destino que a esperava em 2020”. A profecia de uma banda que os Green Day afirmam não conhecer de lado algum

17 anos depois, os The Network regressaram ao ativo com um novo EP e continuam a soar aos Green Day... e a negar serem os Green Day. No comunicado de imprensa do novo EP, "Trans Am", lê-se "definitivamente, não somos os Green Day".

O grupo de new wave estreou-se em 2003 com o álbum "Money Money 2020" e assinou recentemente com a editora Warner Records (que também tem os Green Day sob a sua égide), o que levou Billie Joe Armstrong e companhia a reagir com um simples "WTF?!".

Aquando da edição do disco de estreia dos Network, o vocalista negou ser um projeto paralelo dos Green Day, mas há sete anos o baixista Mike Dirnt contradisse-o, em entrevista à Rolling Stone

Os Network são compostos por seis músicos, que utilizam os nomes fictícios Fink, Van Gough, Snoo, Balducci, Captain Underpants e Z.

"Trans Am" traz consigo quatro canções ('Trans Am', 'Flat Earth', 'Fentanyl' e 'Ivankkka is a Nazi') e abre caminho para um segundo álbum, intitulado "Money Money 2020 Part II: Told Ya So!", que chega a 4 de dezembro.

Anunciando a edição do álbum, a banda escreveu nas redes sociais: "Em 2003 nós, os Network, avisámos a humanidade do destino que a esperava em 2020. Não surpreendentemente, 2020 está aqui e parece-se exatamente com a nossa profecia". Ouça 'Ivankkka is a Nazi' e 'Trans Am' abaixo.