Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Tiago Bettencourt

Rita Carmo

Tiago Bettencourt: “Não sou suficientemente alternativo para ser cool nem comercial o suficiente para chegar a toda a gente”

“A história da minha carreira sou eu neste meio [termo]”, admite Tiago Bettencourt, recordando o sucesso “levado a mal” dos Toranja, “uma banda rock que ficou conotada como baladeira”, onde tocou para pessoas que não o queriam ouvir. Para ouvir no Posto Emissor

Entrevistado no Posto Emissor desta semana, Tiago Bettencourt falou sobre o impacto que 'Carta', o êxito dos Toranja, editado em 2003, teve na carreira da sua antiga banda,

“A 'Carta' chegou a um público que não era o dos Toranja”, considera o artista, que acaba de lançar o álbum “2019 Rumo ao Eclipse”. “Os Toranja eram uma banda rock que ficou conotada como baladeira, o que foi pena. A história da minha carreira sou eu neste meio [termo]: não sou suficientemente comercial para chegar a toda a gente nem suficientemente alternativo para ser cool”.

Ouça esta resposta pelos 36m 12s.