Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Dave Grohl lidou mal com a pandemia e sofreu de ansiedade. “Nunca tinha estado tanto tempo sem ver os outros rapazes dos Foo Fighters”

“Somos uma banda onde as pessoas realmente gostam umas das outras. Continuamos sempre a querer sair juntos, quer estejamos a trabalhar ou não”, afirma o vocalista dos Foo Fighters, admitindo que a paragem causada pela pandemia o deixou nervoso

Dave Grohl confessou, em entrevista ao jornal britânico The Sun, que lidou mal com a paragem imposta pela pandemia.

“2020 está a ser um ano estranho, porque somos uma banda onde as pessoas realmente gostam umas das outras”, explica o vocalista e guitarrista dos Foo Fighters.

“É verdade que, depois de meses na estrada, muitas bandas mal podem esperar por ir à sua vida. Mas nós continuamos sempre a querer sair juntos, quer estejamos a trabalhar ou não. Depois destes anos todos, é um milagre. Ainda somos muito próximos. E nunca estivemos tanto tempo longe uns dos outros”.

“Quando tudo fechou em março, fiquei nervoso. Não consigo descansar, estou sempre à procura da próxima coisa. Sou naturalmente criativo. Nas últimas duas décadas, estava habituado a ver os rapazes todos os dias - e de repente estamos apartados. Fiquei um bocado assustado”, admite Dave Grohl.