Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Lil Pump, apoiante de Donald Trump, afinal nem sequer estava recenseado para poder votar

O rapper a quem Donald Trump chamou “Lil Pimp” não votou nele. Melhor dizendo: não votou em ninguém

Antes das eleições norte-americanas, o rapper Lil Pump anunciou o seu apoio ao ainda presidente, Donald Trump, chegando mesmo a aparecer com este num comício (onde Trump se referiu erroneamente ao rapper como 'Lil Pimp').

No entanto, o apoio do autor de 'Gucci Gang' a Trump ficou-se por aí. Segundo o website Page Six, o músico não votou no presidente no dia de eleições - nem em nenhum outro candidato, visto não ser um eleitor recenseado.

O nome do rapper (nascido Gazzy Garcia) não aparece nos registos de eleitores do estado da Flórida, de acordo com o Page Six.

Lil Pump, que fez 18 anos em 2018, já podia ter votado em duas eleições - as da Casa dos Representantes e do Senado, nesse mesmo ano, e as presidenciais, este mês, mas nunca exerceu o seu direito de voto.