Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Techno é música, decide tribunal alemão

Apesar de ser matéria do senso comum que techno não é senão música, em termos jurídicos as coisas não se passavam assim. Leia a decisão do tribunal de Munique para sustentar a decisão

Um tribunal alemão decidiu que o techno é, de facto, música - uma decisão que soa bizarra, dado que o género não é senão música, mas que tem uma explicação.

A decisão está relacionada com a pandemia da Covid-19, que obrigou ao fecho de discotecas e clubes noturnos por todo o mundo.

Na Alemanha, estes espaços eram obrigados a pagar 19% de IVA, enquanto as salas de espetáculos pagavam apenas 7%.

O tribunal federal encarregue do caso decidiu que essa percentagem reduzida não se devia, necessariamente, à presença de músicos e cantores, mas aos motivos que levavam o público até às salas.

"Os DJs não se limitam a tocar as composições de outros, mas tocam também as suas próprias peças musicais, recorrendo a instrumentos - no sentido mais abrangente da palavra -, criando sequências sonoras de acordo com a sua personalidade", pode ler-se.

As discotecas e os clubes terão, assim, uma "almofada" de sobrevivência após terem sido forçados a fechar. Em Berlim, capital do techno na Europa, a pandemia abalou fortemente este setor, prevendo-se que alguns espaços não consigam sobreviver.