Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Vacina ou teste negativo à covid-19. Provavelmente, é assim que se poderá assistir a um concerto em 2021

A gigante de bilhética Ticketmaster prepara o regresso da música ao vivo em grande escala. E está a trabalhar neste sistema: depois de comprar bilhete, o fã de música deverá comprovar que foi vacinado ou testou negativo à covid-19

A Ticketmaster já se encontra a planear o regresso da música ao vivo, em 2021, depois de um ano em que a indústria esteve parada devido à pandemia.

Em declarações à Billboard, o presidente da Ticketmaster, Mark Yovich, deu a entender que a existência de uma vacina poderá acelerar o regresso dos grandes concertos.

Caso isso aconteça, os fãs de música poderão vir a ter duas opções: ou comprovar que foi vacinado para a Covid-19, ou comprovar que testou negativo à doença entre 24 a 72 horas antes da hora do espetáculo.

"Poderíamos ligar essa informação a um bilhete digital, de forma a controlar todos os presentes", anunciou Yovich.

"O objetivo da Ticketmaster é providenciar flexibilidade e opções suficientes, para que as salas e os fãs tenham vários caminhos que possibilitem o seu regresso aos espetáculos".

Quaisquer fãs que tiverem testado positivo à Covid-19, ou que não tenham feito o teste, poderão assim vir a ser impedidos de entrar nas salas.