Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Pedro Abrunhosa

Pedro Abrunhosa: “Parabéns América! A Democracia, voto a voto, mostrou uma vez mais a sua imensa vitalidade”

“É oportuno salientar os 70 milhões de norte-americanos que votaram em Trump. Não são eles os derrotados mas o falso-profeta que manipulou o medo e a mentira compulsiva como armas”. Leia o texto completo de Pedro Abrunhosa sobre as eleições presidenciais dos EUA, que enaltece o combate de Biden como "provavelmente o mais importante das vidas de todos nós de hoje em diante”

Pedro Abrunhosa publicou esta sexta-feira uma mensagem alusiva aos resultados das eleições presidenciais norte-americanas, que colocam Joe Biden na dianteira para ocupar o lugar na Casa Branca.

"Verdade. Decência. Justiça social. Paz. Respeito. Humildade. Rigor. Foi este o resultado das eleições norte-americanas com a eleição renhida de Joe Biden, 78 anos, que abandona a confortável reforma para o mais importante combate da sua vida e, provavelmente, das vidas de todos nós de hoje em diante", escreve o músico.

"Altura em que é oportuno salientar os 70 milhões de norte-americanos que votaram em Trump. Não são eles os derrotados mas o falso-profeta que manipulou o medo e a mentira compulsiva como armas", considera. "É para esta quase metade de cidadãos norte-americanos que Biden terá também de dirigir as suas atenções: pobreza, exclusão, injustiça não tem cor partidária", acrescenta.

Abrunhosa acredita que Joe Biden "saberá reparar a divisão instaurada, exercer a magnanimidade dos grandes e entender também a dor dos que se sentem derrotados e perdidos neste dia histórico". "Simultaneamente", atenta o artista, "Kamala Harris torna-se na primeira mulher, e negra, a ser eleita para o segundo mais alto cargo dos Estados Unidos".

"Parabéns América! A Democracia, voto a voto, mostrou uma vez mais a sua imensa vitalidade", termina.