Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Kanye West estava no duche quando sentiu “um chamamento”. “Quero ser o líder do mundo livre”

Em registo profético, West deu uma entrevista de três horas. Garante ter recebido um chamamento de Deus e define-se como “um visionário”

Kanye West deu uma entrevista de três horas a Joe Rogan, onde afirmou acreditar que o seu objetivo na vida é o de ser "o líder do mundo livre".

O músico explicou que a sua candidatura à presidência dos Estados Unidos partiu de "um chamamento" de Deus, que sentiu quando estava no chuveiro.

"Esta é a melhor altura para colocar um visionário ao leme", disse. "Não estou aqui para criticar o Trump ou o Biden. Estou aqui para vos dizer porque é que Deus me chamou para ter esta posição".

Kanye passou, então, a enumerar as suas qualidades: "Sou um grande líder. Porque escuto, porque sou empático. Porque acredito na paz mundial".

Durante a entrevista, Kanye West explicou ainda que não está em guerra com a indústria da música ("apenas acho que é preciso inovar"), revelando que o seu próprio pai lhe disse que era um "mau negócio".

"Por agora, a música faz-me perder dinheiro. Dos 5 mil milhões de dólares que valho, a música são 4 milhões negativos", disse.