Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Rihanna, Beyoncé e outras estrelas condenam brutalidade policial na Nigéria

Polícia matou manifestantes na Nigéria. O mundo da música está a reagir

A Nigéria impôs esta terça-feira um recolher obrigatório na sua maior cidade, Lagos, após uma série de manifestações promovidas pelo movimento #EndSARS, contra as prisões arbitrárias, torturas e assassínios da unidade especial antirroubo daquele país (SARS).

A Amnistia Internacional relata que os manifestantes foram alvo de "excessiva violência" por parte das autoridades, com várias mortes a lamentar.

Nas redes sociais, sucedem-se as reações a este clima de violência por parte de várias figuras do mundo da música, como Beyoncé, Rihanna ou o nigeriano Burna Boy.

A autora de "Lemonade" disse-se "destroçada" pela "brutalidade daquilo que está a ocorrer na Nigéria". "Há que acabar com a SARS", escreveu. "Irmãos e irmãs nigerianos, estamos convosco".

Veja aqui algumas das principais reações: