Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Michael Jackson e James Safechuck em 1988

HBO

James Safechuck, um dos acusadores de Michael Jackson em “Leaving Neverland”, perde processo em tribunal

Um dos homens que acusaram Michael Jackson de ter abusado dele em criança perdeu um caso, em tribunal, que tinha instaurado contra duas das empresas do falecido rei da pop

James Safechuck, um dos homens que acusou Michael Jackson de ter abusado dele quando era criança no documentário 'Leaving Neverland', perdeu um processo em tribunal que tinha instaurado, em 2014, contra duas das empresas do falecido rei da pop.

O homem de 42 anos queria ser compensado pela MJJ Productions e a MJJ Ventures acusando-as de terem "facilitado" os alegados abusos sexuais de crianças por parte de Jackson. Esta quarta-feira, um juiz norte-americano decidiu que nenhuma das empresas podia ser responsabilizada porque não tinha o "dever de cuidar" de Safechuck.

A decisão será contestada pelo homem, que alega que o artista começou a abusar dele quando tinha apenas 10 anos.