Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Manuel João Vieira

Rita Carmo

Manuel João Vieira: “Deve lutar-se contra o fascismo de armas na mão, mas primeiro comunicar com os mais galvanizados com a extrema-direita”

“Porém, não é possível comunicar com todos. As pessoas quando estão convencidas seja da necessidade de preservar a pureza da raça ou de uma teoria da conspiração, não é possível falar com elas”, defende Manuel João Vieira, dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Manuel João Vieira, dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita, esteve à conversa com a BLITZ no podcast Posto Emissor sobre o novo álbum em nome próprio, "Anatomia do Fado". 'Ser Fascista' é um dos temas presentes no disco e, questionado sobre se existirá um fascismo próprio do século XXI, o artista deu a sua visão sobre o assunto.

“Acho que se deve lutar contra o fascismo de armas na mão, mas as primeiras armas são tentar encontrar leitmotivs que possam comunicar com essa população que está mais galvanizada para a extrema-direita. E não é possível comunicar com todos. As pessoas quando estão convencidas seja da necessidade de preservar a pureza da raça ou de uma teoria da conspiração, não é possível falar com elas”.

Para ouvir no podcast Posto Emissor a partir dos 37 minutos e 20 segundos:

Assinar o Posto Emissor no iTunes.