Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Manuel João Vieira

Rita Carmo

Manuel João Vieira: “Em palco, é-se sempre um personagem diferente. No meu caso, com o auxílio do uísque ou do vinho”

"Nunca fui um grande ator. Nunca foi uma coisa na qual eu pensasse em primeiro plano. E, de vez em quando, é giro tentarmos pôr-nos na pele de um personagem qualquer", assume Manuel João Vieira, dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita. Para ouvir no podcast Posto Emissor

Com novo álbum em nome próprio, "Anatomia do Fado", acabado de editar, Manuel João Vieira, dos Ena Pá 2000 e Irmãos Catita, é o convidado do episódio desta semana do podcast Posto Emissor.

Questionado sobre Midas, a personagem a que dá vida na novela "Amar Demais", o músico admite: "Nunca fui um grande ator. Nunca foi uma coisa na qual eu pensasse em primeiro plano. E, de vez em quando, é giro tentarmos pôr-nos na pele de um personagem qualquer".

"É uma coisa, aliás, que eu tentei na música, ter heterónimos. E, na realidade, em palco, é-se sempre um personagem diferente. No meu caso, com o auxílio do uísque ou do vinho ou de outro tipo de produto nacional. O uísque nacional, enfim...", acrescenta a voz dos Ena Pá 2000.

Para ouvir no podcast Posto Emissor a partir dos 23 minutos e 37 segundos:

Assinar o Posto Emissor no iTunes.