Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Kanye West festeja resultados eleitorais que o colocam à frente de Joe Biden e Donald Trump. Só que não é verdade

O rapper, candidato às presidenciais dos EUA em 11 estados, chegou mesmo a fazer um vídeo para mostrar a sua felicidade com os resultados. Que afinal não são válidos

Kanye West partilhou um print screen com o que pareciam ser resultados eleitorais obtidos no estado do Kentucky, a partir dos votos antecipados e por correspondência.

Nesse print, o rapper surgia em segundo lugar, com 19% dos votos, à frente de Joe Biden e Donald Trump e atrás apenas do candidato pelo Partido Libertário, Jo Jorgensen.

West chegou mesmo a partilhar um vídeo onde mostrava toda a sua felicidade com os resultados, escrevendo logo depois: "Queriam que eu não me candidatasse à presidência. Nunca deixem que os fracos e controladores matem o vosso espírito".

Porém, estes resultados - entretanto classificados como "manipulação" pelo Twitter - são falsos, tendo partido de um teste realizado pelo canal NBC Kentucky, publicados no seu website em junho e ainda guardados em cache.

O canal já procedeu à remoção destes dados, pedindo desculpas pelo equívoco. As eleições presidenciais norte-americanas, que se realizam a 3 de novembro, contarão com o nome de Kanye West em apenas 11 estados - o que faz com que uma vitória do rapper seja virtualmente impossível.