Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Wayne Coyne, dos Flaming Lips

Getty Images

Banda e público dentro de bolhas gigantes. Uma experiência de concerto no Oklahoma

Os Flaming Lips fizeram uma experiência singular esta semana: o 'concerto-bolha'. Veja o vídeo

Os Flaming Lips testaram uma nova versão de concertos: tanto a banda como o público são fechados dentro de bolhas insufláveis gigantes. O teste foi feito num espetáculo do grupo no estado de Oklahoma, nos Estados Unidos, esta semana.

"Penso que é este o dilema que vivemos: esperamos que as coisas voltem ao normal ou tentamos encontrar uma nova fórmula", disse o vocalista Wayne Coyne numa entrevista ao site Brooklyn Vegan, "como é o futuro? Qual é o futuro da música ao vivo?".

Recorde-se que a banda anda há anos a utilizar as bolhas gigantes nos seus concertos, com Coyne a passear-se pelo público dentro delas. Agora, em contexto de pandemia de covid-19, os Flaming Lips pensam que a iniciativa pode ser uma boa forma de continuarem a fazer concertos.

Antes e depois de entrarem nas bolhas, os fãs foram também convidados a usar máscara e a criar distanciamento social. Respondendo a questões sobre a respirabilidade das bolhas, Coyne garantiu que a respiração é normal "facilmente durante um par de horas". Veja imagens do concerto.