Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Getty Images

Se Ian Curtis não tivesse morrido, os Joy Division seriam mais Radiohead do que New Order

A convicção de Stephen Morris, baterista dos Joy Division que se tornou um dos fundadores dos New Order. Um álbum específico dos Radiohead serve de exemplo

O baterista Steven Morris deu uma entrevista ao NME, onde afirmou a sua crença de que, caso Ian Curtis não tivesse morrido, a sonoridade dos Joy Division estaria mais próxima dos Radiohead que dos New Order.

"Nós gostávamos dos Kraftwerk, e de música eletrónica no geral", explicou. "Se os Joy Division tivessem continuado, iríamos recorrer muito mais à música eletrónica - mas talvez numa direção mais Radiohead, em vez de música de dança".

Questionado sobre se essa hipotética sonoridade estaria próxima de "Kid A", um dos álbuns mais celebrados dos Radiohead, Morris anuiu: "Sim, algo assim", disse.