Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Xutos & Pontapés (2009)

Rita Carmo

“Nunca fomos uma banda consensual”. Segundo volume da autobiografia dos Xutos & Pontapés chega este mês

"À Minha Maneira Vol. II - 2000-2020", a continuação da autobiografia dos Xutos & Pontapés, escrita pela jornalista Ana Ventura, chega às lojas a 20 de outubro

O segundo volume da autobiografia dos Xutos & Pontapés, "À Minha Maneira", da autoria da jornalista Ana Ventura, chega às lojas no dia 20 de outubro. Este segundo livro debruça-se sobre os últimos 20 anos da banda, com a história a ser contada em discurso direto por Gui, João Cabeleira, Kalú, Tim e Zé Pedro.

"Se no primeiro volume de 'À Minha Maneira' se narrava a escalada rumo ao sucesso, na obra agora publicada assiste-se à consagração da banda", lê-se no comunicado de imprensa. O novo volume sucede a "À Minha Maneira Vol. I - 1979-1999", publicado em outubro do ano passado.

Começando nas comemorações dos 20 anos de carreira, o livro de 696 páginas retrata os "altos e baixos" e as "derrotas e as conquistas" da banda entre 2000 e 2020. A morte de Zé Pedro, que lançou o desafio à autora Ana Ventura em 2008, é um dos momentos abordados pelos colegas de banda.

“Somos cinco pessoas completamente diferentes uns dos outros mas, de certa forma, dentro dos Xutos, completamo-nos”, defende o falecido guitarrista no livro, com o baterista, Kalú, a afirmar que os Xutos nunca foram "uma banda consensual": "Uns achavam que a malta era boa, outros achavam que éramos uma grande porcaria, que não valíamos nada".