Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Mariah Carey em 1995

Getty Images

O álbum grunge de Mariah Carey que nunca ouvimos. "Era irreverente e cru"

Mariah Carey revela experiência libertadora que teve nos anos 90

Mariah Carey partilhou um novo excerto da sua autobiografia, "The Making of Mariah Carey", que será editado na próxima semana.

Neste excerto, a cantora revela ter trabalhado num álbum de rock alternativo com as Chick, nos anos 90.

"Foi só pela piada, mas ajudou-me a ultrapassar uma fase negra", escreveu, no Twitter.

No livro em si, Carey explica o processo de composição: "Levava a minha cançãozinha alt-rock à banda, e cantarolava um riff. Elas pegavam nisso e gravávamos imediatamente", diz.

"Era irreverente e cru, era urgente, e a banda gostou. Comecei a adorar algumas das canções. Entregava-me totalmente à minha personagem".

"Andava a jogar com o estilo grunge e punk das cantoras brancas que eram populares à altura. Aquelas que pareciam despreocupadas em relação aos seus sentimentos e à sua imagem", continuou.

"Quis libertar-me, deixar andar, expressar a minha miséria. Mas também me queria rir".

Ouça aqui uma das canções nas quais Mariah Carey trabalhou: