Perfil

Blitz

Uma parceria com o jornal EXPRESSO

Notícias

Miguel Araújo: “Escrevo canções desde os 11 anos. Escrevo, deito fora, escrevo, deito fora. Foi assim até aos 30”

"Prosa, nunca me deu para escrever e não escreveria se não fosse um convite muito concreto". Miguel Araújo recorda o momento em que começou a escrever canções

Miguel Araújo recordou o momento em que começou a escrever canções, com apenas 11 anos. Em entrevista ao podcast Holofote, da RDP, o ex-Azeitonas disse, "Eu escrevo canções desde os 11 anos, por alguma razão inexplicável de uma inclinação muito forte para isso. Para pelo menos tentar. Então, desde os 11 anos que escrevo, deito fora, escrevo, deito fora... Estive assim até aos 30, até lançar a primeira".

O músico, que publicou recentemente o livro de crónicas "Seja o Que For", explicou ainda: "Prosa, nunca me deu para escrever e não escreveria se não fosse um convite muito concreto da revista Visão. Nunca tinha olhado para mim dessa maneira, como alguém que se inclinasse para escrever prosa, mas foi um desafio que aceitei".

"Seja o Que For" reúne algumas das crónicas escritas quinzenalmente para a revista e sucede a "Penas de Pato", publicado em 2018. Recorde abaixo a entrevista a Miguel Araújo no Posto Emissor, o podcast semanal da BLITZ, gravado em março passado.